Retiro 08/05/2010

20 05 2010

Na companhia do amor

A iniciar a 6ª semana da Páscoa, o nosso grupo de catequese esteve em retiro, para preparar a Festa do Envio. “Do Encontro Pessoal com Jesus, a Enviado de Cristo” foi o mote com que se iniciou este tempo…Temática apelativa e sugestiva que, por si só, nos coloca, logo, numa tentativa proactiva de deslindar esta relação de intimidade e de visualizar o caminho de enviado.

Ao longo do dia, entre momentos de oração, reflexão, criação e partilha, fomos (a)percebendo como anda a nossa relação amorosa com Jesus, já que, como nos foi dito, a fé é uma adesão amorosa à pessoa de Jesus Cristo e o que é necessário mudar em nós, para darmos testemunho desta relação, que nos deve fazer agir, pois Deus não tem outras mãos senão as nossas próprias mãos, como também escutamos.

A meio deste encontro, redigimos a nossa carta de envio, fruto da nossa reflexão acerca de quatro passagens bíblicas, que será lida na celebração da nossa festa, e, quase no final, registamos os nossos compromissos para avançarmos nesta caminhada que é o projecto de Deus, que integrarão o ofertório solene.

Carta de envio
A fé é algo pessoal que nos toca o coração e nos faz decidir por Jesus. Ser tocado por Jesus ou deixar-se tocar por Jesus é sempre convite e obra de Deus.
Muitas pessoas apostam a sua vida n’Ele e d’Ele fazem a sua vida: padres e religiosos, mas também pessoas que escolheram constituir família, ou que se dedicam, de alguma forma, ao projecto de Deus.
Qual a nossa resposta, a de cada um, a este convite?
Responderemos como o jovem rico, que queria seguir Jesus, mas recuou, perante a exigência do seu projecto? – (…) vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me.
Responderemos como Judas, que traiu Jesus com um beijo, símbolo de amor e amizade? – (…) E, então, é para isso que vens aqui? – perguntou-lhe Jesus.
Responderemos como Pedro, que, sendo o maior seguidor de Jesus, o negou? No entanto, ao reconhecer o seu erro, arrependeu-se e transformou a sua vida em resposta ao projecto de Jesus – (…) Então Pedro lembrou-se da palavra do Senhor: “Hoje, antes do galo cantar, negar-me-ás três vezes”. Saiu dali e chorou amargamente.
Responderemos como Zaqueu que, sendo um homem rico, chefe dos cobradores de impostos, subiu a uma árvore, para poder ver Jesus, pois queria conhecê-lo e, a seu pedido, recebeu-o em sua casa e converteu-se a Ele? – (…) Senhor, vou dar metade dos meus bens aos pobres, e se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo.
Jesus olhou estes quatro homens com amor, mas nem todos lhe responderam afirmativamente.
Hoje, que lugar ocupa Jesus nos nossos corações? Estamos dispostos a comprometermo-nos, verdadeiramente, com Ele e a colaborar na missão de que Ele nos incumbiu?


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: